I have no shame

*Sugestão:Para melhor apreciação,ouça a música Shameless – Sofia Karlberg*

Quem vai te amar como eu te amo?
Aquela garota que você chama de amor?
Ou a ninfeta que lhe traz calor?
O que você prefere querido,
a garota que tens que ensinar
ou a mulher que lhe faz gritar e gozar?
Não importa sua escolha
Porque você não tem uma
Você vai ser meu
Nos meus sonhos
É na cama que a gente se entende
Ardentemente você me mostra sua paixão
Gemidos e tapas formam nossa canção
Eu não quero saber se você mudou
Em minha imaginação você continuará o mesmo
Querendo ou nao

Sem dizer o que sinto
Vou lentamente sendo consumida por esse desejo
E quando não restar mais combustivel e eu me for
Você me acompanhara ao inferno?

Me culpe
Me odeie
Me ame
Não importa
Como o cachorro que és,
implorará por mais
E eu atenderei o seu pedido
Pois eu não tenho vergonha
Afinal,de quem é mesmo o nome que você chama quando esta com ela?
De quem mesmo é o corpo que você anseia quando ela foge?

Me puna da maneira que achar melhor
Suas palavras não me causam mais dor
Seus tapas me dão prazer
Porque você sabe e eu também
Não há como quebrar esse ciclo
Já é tarde demais

Ao ouvir minha risada histérica você pergunta:
“Você enlouqueceu?”
Ah querido ainda tens duvidas?
Minha loucura é você
Sempre foi
E sempre será

Desejo e desespero

Atinja-me
Com teu corpo e paixão
Rasga-me
Até que não sobre mais nada
Ame-me
Até que seja impossível guardar pra si
Grite meu nome
Até ficar (l)rouco
E no fim da noite,
quando a lua trocar de lugar com o sol
continue a me amar
Seja meu
Até o declínio do mundo

Ah homem,
teu amor um dia me levará ao desvario
A cada frase a temperatura aumenta
Porém a fome nunca diminui
Você esta pronto para mais uma?

Jogue-me contra as paredes
Culpe-me por cada erro
Porque sim,eu mereço
Compartilha comigo esse delírio
Adicione paixão e desejo
Deixe-me nua e faz-me tua
Encontre a paz nessa loucura
Me possua!
Me enloqueça
Faça o que quiser
Mas não me esqueça

Imperatriz do desejo(Para dois)

Eu imagino nos dois,
num cenário qualquer
Se eu sentasse no seu colo
e te beijasse,
o que faria?
Retribuiria com todo o seu desejo,
ou seria educado como um cavalheiro britânico?

Eu estou afundando
Você não vai vir me salvar?
Você nem percebe que estou afundando(?)
Eu estou cansada

Não quero desistir
O teatro continua
Receba essa rainha da mentira como sua companheira não tão fiel
Até que aqueles sentimentos os separem,
eu os declaro marido e mentirosa
Pode beijar a noiva,idiota
E sejam felizes no reino de enganações que ela criará
Mas quanto tempo ela aguentará?

Conjuga-me

Fo-da-me!
aqui
agora
forte
fundo
ininterrupto

Bei-ja-me!
no pescoço
na boca
no ventre
naquele lugar mais ao sul

Co-ma-me!
com os olhos
com os dentes
com a boca

Eu tenho essas fases
quando eu vou até o fundo do poço,para lembrar o que há lá
como se eu já não soubesse de cor

Con-ju-ga-me!
contra a parede
contra o chão
contra os lençóis que guardam cada prazer meu

Em-pa-la-me!
em todo lugar
em toda hora

De-li-ra-te!
quando minha boca aconchegar teu falo
quando estiveres dentro de mim
quando desfrutar de cada pedaço do meu corpo
quando me ouvir gritando teu nome

E finalmente,
goza-te!

Tribunal noturno

Tarde da noite,
com as mãos entre as pernas eu me pergunto,
serei eu capaz de aguentar o prazer carnal?

Você me mostrou o prazer,
me levou ao inferno do desejo
E (in)satisfeita eu queimei
Agora você queima,
enquanto o gelo cerca meu coração
Você definitivamente nao vai me salvar,
eu sei

Em sua defesa eu digo que ninguém poderia me salvar
Em sua acusação eu digo que você nem tenta

É exaustivo tentar alcançá-la
Você a colocou no mais alto pedestal do armário de suas memórias
Ela,sempre ela
Um fantasma que te protege e te machuca

O sangue está nas minhas mãos
As lágrimas no meu rosto
E para completar,as palavras na minha garganta
Presas,como eu

Aquele instinto perigoso surge
e de mansinho devora meu controle sem que eu veja

Não vou deixar pistas nem rastros
Nenhum indício do estrago que vocês causaram
Seguirei o roteiro mesmo sabendo que cada passo é mais um prego em meu caixão

Vocês não se cansam de me apunhalar pelas costas?
O que meu sofrimento significa para vocês?
Não perguntem como eu estou
A resposta está estampada em cada gesto meu
E ainda assim vocês se recusam a abrir os olhos
O que eu tenho que fazer para me libertar?

Madrugada paulistana

Sozinhos estamos
na madrugada paulistana tu me despe
nossos corpos iluminados pela lua
ela,nossa impassivel observadora

O vento frio arrepia-me
assim como tua boca em meu pescoço
Ou tua inteligência arrogante

Chega a ser bizarra nossa sintonia
nossa sina
moldada pelo desejo
exemplificada pelos nossos gritos que ecoam pelo quarto

Nos livros,perfeito
na prática tenho medo
não testei,mas imagino

Somos imperfeitos
como a maioria de nossa espécie
teu erro
meu erro
nossos erros misturados

Tua fome me desnorteia
minhas palavras lhe incendeiam
uma,duas,infinitas vezes
incansáveis
nao pare é o nosso apelo

A devassa

Escritora com alma de piranha
A puta mais devassa que irás encontrar
Dentro, fora
Em cima, embaixo
Do jeito que me dê o melhor orgasmo
De joelhos eu imploro pelo perdão
De um Deus que nem sempre tenho certeza que acredito
Ah senhor, me salve
Me salve disso tudo

Não faço idéia do porque fui o espermatozóide vencedor
19 anos e ainda não entendi o que vim fazer aqui
Deitar,dormir, refletir sobre a vida
Não quero faculdade…?
Quero ser livre dessas responsabilidades da vida
Já pensei em acabar com tudo isso
Mas eu já estou morta
Quase um zumbi

Meu coração ainda bombeia sangue
Meus pulmões ainda me permitem respirar
E pra que?
Para diariamente encenar um papel nesse seriado chamado vida?
Não me entenda errado, divindade salvadora
Eu gosto de viver
Porém eu adoraria que me concedesse o capricho de entender o que alguém tão egoísta quanto eu esta fazendo aqui

Os dados foram lançados quando nasci
E continuam rolando
Um dia boa sorte
No outro ma sorte
Gire, conquiste o jogo
Seja a rainha desse jogo insano
E quando o fim chegar  encare-o com um sorriso no rosto

Humor bagaceira

Humor bagaceira é o que tu preferes

Esse seu humor completamente desprovido

de respeito

Ou sentido

 

Aliás,qual é o sentido

de rir dos mais fracos

É apenas porque tu és covarde?

 

Essa sua covardia

misturada a hipocrisia diária me enoja

E você nem nota

 

Tua falsidade também me enoja

Me machuca,me enlouquece

Tu não percebes

que o que fazes é nojento?

 

Adivinha o que mais?

Eu te odeio

Desculpa

Allowed betrayal (Traição permitida)

You kiss her

I let you kiss her

And now

you are talking about her

The smeel of the mess

I can feel it

 

You can’t control yourself

Even when I say

“It’s too many informations”

You don’t wanna make me cry,

do you?

 

This is my punishment

For be so good in make you happy

I’am what you want right?

So why do you still talking about her?

Oh,right

I’am too good

 

Yeah,I’am too good

at make men happy

Bitch is the name they give to people like me

Or,if you prefer

Helena

 

You don’t ask

about how I am

Why?

This hurts

It’s because i give everything you want?

I hate myself for being so

I am a true…

A true what?

 

Please,don’t  believe in my malingering

You know me better than this

right?

 

One kiss

You are this weak?

 

Lembranças não tão infernais

Suas lembranças me consomem
é um inferno sem fim
meus sentimentos são o combustivel para esse fogo
eu estou tentando seguir as regras
mas nada parece mudar
pelo contrario

Um dia você me perdoará?
Você nunca foi uma perda de tempo
Eu tento te salvar
Mas você parece ter construido um lar no fundo do poço

Eu descobri que sou fraca e ingênua
Incapaz de ver as coisas como são
É dificil andar quando tudo está enevoado
Mas minha unica opção é seguir em frente

Isso doi
Eu não imaginei que vocês me esqueceriam agora
Pode ter sido um cheque-mate,
mas eu não me renderei

Eu faria qualquer coisa para voltar ao passado
Mas o futuro não deixa
Ele sabe que não é bom
Mas eu tenho a teimosia no sangue

Venha,aninhe-se em meus braços
E tudo ficará bem